Roberto Gonçalves

"Tudo vale a pena quando a alma não é pequena"

Textos


A lágrima
 
A lágrima passa e o tempo
Sempre sopra o semprevento
A sempretude do sempre
A sempremente passar
As unhas nas minhas costas
Descendo sem ver alívio
O lembrado e o oblívio
O colibri enterrado
O roceiro e a enxada
Nas costas me vem arar.

 
Roberto Gonçaves
Escritor


 
RG
Enviado por RG em 29/10/2013
Alterado em 30/09/2016
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras