Roberto Gonçalves

"Tudo vale a pena quando a alma não é pequena"

Textos


                                       Estrela Matutina

Ao lado, a estrela vespertina
Pisca para mim fulgurante!
Pensei em ti neste instante,
E fiz este poema hesitante...
Sou a tua estrela matutina,
Que fica no céu quando o dia descortina;
Tu és a minha estrela vespertina.
Que brilha quando a noite é dançarina.
Estou no céu esperando-te noite e dia!
Durmo querendo-te ao amanhecer do dia;
E do outro lado do horizonte, 
Faço desta canção uma ponte;
Somos duas estrelas sozinhas,
E a tua estrela vespertina é só minha!

                                     Neuza Maria Spínola
Neuza Maria Spínola
Enviado por RG em 30/04/2014
Alterado em 30/04/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras