Roberto Gonçalves

"Tudo vale a pena quando a alma não é pequena"

Textos



Andarilho
 
Quem nunca o viu ?
Pelas estradas,
à margem das rodovias
ou nas vias urbanas,
indiferentes a tudo, absorto,
olhos dispersos no infinito.
Seu rosto enigmático
pelo caminho,
caminhando insólito,
seus passos
nas passagens do tempo.
Eles são sempre iguais:
no êxtase e no êxodo.
Maltrapilhos, despojados,
nas costas carregando,
quem sabe ?
Apenas a identidade 
de nossa humana
existencialidade.

Roberto Gonçalves
Escritor
RG
Enviado por RG em 23/07/2014
Alterado em 20/02/2019
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras