Roberto Gonçalves

"Tudo vale a pena quando a alma não é pequena"

Textos


Naira Maria
Toma este livro , em tuas mãos deponho
Minhas aspirações em relicário,
Este terno Evangelho do meu sonho,
Forma do meu desejo visionário.


Eu estou nele em tal forma difusa
Que é impossível de mim o desprender.

Tu foste a causa dele e foste a Musa,
E a realidade dele deves ser.

Guada-o bem na alma, assim sempre que o leres
Das letras sentimentos brotarão,
Porque os olhos propícios para o veres 

Com eles  olharás bem para a vida,
Verás agora, deste umbral do mundo,
Quanta grandeza jaz adormecida
À espera de um apelo mais profundo.

A vida é bela, tu verás, é certo,
Mas é preciso que, senido-a bela,
A faças bela aos seres que estão perto,
Para manter toda a beleza dela.

Fazer da vida um canto de ternura,
Buscar um mundo cada vez melhor.
Olhar do coração a criatura
É o que dá à vida o seu valor maior.

Deus te aponta uma senda luminosa,
Prossegue, avante, a larga estrada é  tua !
A vida há de afagar-te, carinhosa,
Numa ventura que se perpetua !

Agora, deslumbrada neste umbral,
Perscrutas hesitante a Humanidade...
Vais inciar a marcha triunfal
No teu roteiro da Felicidade.
São os que te implantei no coração.

 
Isis Loudes Figueirôa Costa




 
Isis Lourdes Figueirôa Costa
Enviado por RG em 31/10/2014


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras