Roberto Gonçalves

"Tudo vale a pena quando a alma não é pequena"

Textos


O sine o desemprego
Para Maria do Carmo Menicucci

  O Sine se depara com a realidade econômico-social do País e tem a responsabilidade imediata de amenizar o impacto adverso que essa realidade impõe ao trabalhador brasileiro, a partir de forças pessoais e de conjunções de forças políicas, o Sine se mantém fiel à sua inspiração criadora e firme na sua trajetória institucional. Com um saldo de respostas altamente encorajadoras – saídas de sua ação junto ao povo –, que tem hoje no contexto político-social papel relevante.
  Procura-se no Sine resgatar a cidadania do brasileiro. Grande é a nossa responsabilidade e igualmente a nossa satisfação quando, em "carta-reposta", a empresa aqui cadastrada e que disponibilizou vaga informa-nos que o usuário do Sine foi aceito na ocupação. É sem dúvida mais um ou mais de uma centena de milhares de outros que tiverem a sua auto-estima e a dignidade pessoal e de sua família resgatadas, tornando-se produtivo e inserindo-se novamento no contexto participativo da Nação.
  Preocupa-nos sobremaneira o baixo nível de instrução do canditado a emprego. Experiência insuficiente somada à inaptidão intelectual nos dá a ideia de um quadro grave. Muitos são os casos de uma vaga oferecida que permanece em aberto, e não é preenchida porque falta ao candidato a devida qualificação. Numa ação conjunta, o Sine procura suprir esse despreparo do candidato, encaminhando-o a treinamento. O Plano de Qualificação Profissional repassa recursos às entidades executoras de treinamento, após um processo de licitação. Com isso, espera-se qualificar o treinando, recolocando-o devidamente treinado e habilitado no mercado de trabalho, que exige sempre mais um profissional criativo, empreendedor, talentoso, insatisfeito com o que sabe, buscando em cada desafio a oportunidade de ser mais e melhor. Um profissional que agregue valores que só serão internalizados quando for curioso, flexível e aberto ao mundo, pois qualificação profissional tem que andar lado a lado com as atuais exigências sociais e tecnológicas. Cobra-se hoje no concorrente ao mercado de trabalho "inteligência emocial", ate...
  Num mundo globalizado, onde o novo surpreende-nos a cada instante, já não bastam mais as respostas dos velhos sistemas organizacionais A realidade e as relações socicais do trabalho são outras, e o profissional e as organizações devem mudar para atendê-las. O Sine tem na sua missão institucional outras linhas de ação. O trabalhador demandante do Seguro-desemprego pode ter aqui reconhecido o seu direito trabalhista, quando for o caso. A carteira profissional – CTPS –, impressa hoje na cor azul-escuro, confeccionada na Casa da Moeda do Brasil com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador – FAT –, é outro documento importante do trabalhador e passaporte à sua ascensão profissional.
  O direito positivo só existe porque existe o contraditório. O Seguro-desemprego ou a parcela especial do Seguro-ajuda, mas não resolve a questão do desemprego no Brasil. O ser humano é muito mais do que fome saciada e corpo vestido. 

 
Roberto Gonçalves
Gerente do SINE

(Artigo publicado no jornal Diário da Tarde, em 13 de janeiro de 1999)
 
RG
Enviado por RG em 15/11/2014
Alterado em 20/10/2018


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras