Roberto Gonçalves

"Tudo vale a pena quando a alma não é pequena"

Textos


Amor é liberdade

Que arte é de esta que falo quando o assunto é o amor? Falo das expressões no tempo e no espaço e além do espaço e tempo. Falo da vastidão da alma para além do ego, que é eu aprendiz. Amor pode parecer complexo, mas é vida. Arte é movimento da alma, expressão amorosa que no encontro promove o enamoramento, encantamento. A arte faz vibrar a alma, que depois de se enamorar se transforma em paixão. A alma acende a Lua, clareia a escuridão dos pantanais. Convida a fusão. As almas se entrelaçam e desejam os corpos incendiados. A arte avança, rompe, fragmenta, corta. Gera paixão triste. Quem idealiza o amor vive no desamor. Somos imperfeitos. O amor está para além da perfeição. Por ser pleno, acolhe a luz, consciência e a sombra, a alma. Ilusão achar que amor é paraíso. Por ser vastidão, multiplicidade, racional e irracional, moral e imoral, é isto e aquilo. Por que é tão difícil amar? Por buscarmos a perfeição e desconhecer o caminho escuro da alma. Por idealizar um mundo impossível e romântico. Por ter muita expectativa surgem tantas frustrações. Por isso, pensar com o coração e a alma se pensa bem, vive-se e ama-se melhor. Amor é possível para quem trilha o caminho do filosofar.
 
        Rosângela Rossi
(Psicoterapeuta, Filósofa Clínica e Autora 
do Livro A Surpreendente Arte de Amar)
Rosângela Rossi
Enviado por RG em 17/11/2014


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras