Roberto Gonçalves

"Tudo vale a pena quando a alma não é pequena"

Textos


Aires da Mata Machado
 
Impiedoso machado
De um golpe só 
Ceifaste três vidas preciosas.
Infeliz infortúnio 
trazias no nome sem saber:
Glória e triste destino.
Descança tua alma
iluminada agora 
na luz eterna.
Das trevas de teus olhos
soubeste dar, incansavelmente,
a luz que teus olhos não viam.

 
Roberto Gonçalves
Escritor

 
- O professor Aires faleceu no dia 23 de agosto de 1985. Professor, filólogo e linguista.

 
RG
Enviado por RG em 30/10/2015
Alterado em 09/07/2016


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras