Roberto Gonçalves

"Tudo vale a pena quando a alma não é pequena"

Textos


Consolo

Caminhei pela avenida 
risonha da vida.
Com a pressa da juventude
acreditei minha, a plenitude.

Embustes tantos encontrei
em caminhos que andei
julguei, da sorte, a primasia,
encontrei só fantasia.

Tarde senti o encanto 
até no desencanto.
O gosto amargo da provação
não teria, sem os arroubos da paixão.

Hoje louvo a sedução
nos caminhos da contramão.
Sou ser aventura...
O que importa a desventura?

 
Roberto Gonçalves
 
RG
Enviado por RG em 01/12/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras